image post

O início de tudo


A origem do termo Black Friday (Sexta-feira Negra, em tradução livre) não é exata. Na história, a palavra 'negra' é erroneamente utilizada para conotar algum evento desastroso. No campo econômico, ela foi aplicada pela primeira vez em 1869 quando uma crise financeira nos Estados Unidos derrubou as bolsas de valores e instituições quebraram. À época, dois empresários por nome de Jay Gould e James Fisk geraram uma pequena crise financeira nacional quando tentaram assumir o mercado do ouro e batalharam para que pudessem conseguir grandes lucros. Para indicar o período de compras, no entanto, uma teoria advém da Filadélfia dos anos 1960. Policiais dos Estados Unidos classificaram como Black Friday o dia que sucede o Dia de Ação de Graças. A referência seria o trânsito caótico causado pelo fim do feriado. Nesse dia, os lojistas teriam aproveitado a lentidão dos veículos para expor descontos promocionais nas fachadas das lojas e atrair quem passasse por ali. O termo foi ganhando popularidade nos Estados Unidos durante os anos 1990 e se tornou praxe com a internet e o surgimento do e-commerce. A Black Friday surgiu nos Estados Unidos, mas o significado do nome não é para marcar o início das compras para as festas de fim de ano, como muitos pensam. O termo remete a uma crise econômica que aconteceu no século 19.

Chegada da promoção no Brasil

O ano era 2011. Uma nova promoção chegaria às lojas brasileiras e logo deixava o jogo pelas ofertas acirrado no país. Era a "Black Friday". No primeiro ano, a promoção teve mais força no mercado online. Hoje, a Black atinge desde o comércio pequeno até o grande varejista.

Voltar